O Labirinto Propício

Exposição de Daniel Costa.

Daniel Costa iniciou a sua formação em Artes Plásticas na Escola Superior Superior Artística do Porto tendo depois frequentado e concluído o mestrado em Práticas Artísticas Contemporâneas, pela Faculdade de Belas Artes do Porto.

No seu trabalho utiliza uma amplitude de práticas artísticas como a pintura, o desenho e a fotografia. A estas práticas somam-se um conjunto de experiências que são incorporadas no trabalho e que se desenvolvem a partir de uma relação muito próxima com o contexto circundante e os seus elementos: as caminhadas, o mergulho, a recolha de fragmentos, a observação e o interesse por fenómenos geológicos e atmosféricos. Confluem no Labirinto Propício desenhos, pinturas, estudos cromáticos, moldes e objectos encontrados.

Em 2016 apresentou na Casa da Imagem em Vila Nova de Gaia e na Biblioteca Camões em Lisboa as exposições individuais “Cova do Sono” e “os morcegos orbitam a luz”, respectivamente. Em 2017 participou na exposição colectiva “Não me contem o fim” no Museu Bernardo nas Caldas da Rainha.